5 Cadeiras

Esse ranking foi feito de maneira bem aleatória. Tem cadeira que me já me marcou muito e cadeira que vi ontem no Pinterest e achei legal.


A Cadeira Favela, idealizada pelos Irmãos Campana, foi a primeira cadeira artística que chamou minha atenção e me apresentou ao mundo encantado das cadeiras que hoje me fascina tanto.


A Louis Ghost é do querido Philippe Starck e foi inspirada em cadeiras Luis XV. Segundo o próprio designer, essa é a cadeira mais avançada do mundo em termos técnicos. É polêmica e acho que isso só me faz gostar mais dela. Adoraria ter uma no quarto, mas ô coisinha desconfortável #dornascostas


Essa cadeira de palha – que durante minhas pesquisas descobri se tratar da cadeira Cesca, desenhada por Marcel Breuer em 1928 - foi a cadeira da sala de jantar da casa dos meus pais por muito tempo (ou melhor, uma cópia dela foi). Ouvi dizer que muitos arquitetos acham lindo. Eu nem via tanta graça assim, mas desde que elas foram trocadas comecei a sentir falta do charme.


A Magis Proust, desenhada pelo arquiteto e designer italiano Alessandro Mendini, é tão extravagante que não consegui encontrar decorações reais com ela – só editoriais e exposições. Mas me conquistou!


Mais uma dos Irmãos Campana. Dispensa explicações e é o sonho de consumo da Letícia de 6 anos de idade.

comentário(s) pelo facebook:

Nenhum comentário