Cartas amarelas | descobrindo cores, amores e sabores na cidade luz

Cada coisa que o Gui Poulain faz é linda e merece sua atenção. Conheci ele primeiro como calígrafo e ilustrador, pelo Instagram. Vi que ele cozinhava e fazia os bolos mais delicados do mundo, queria todos pra mim. Fiquei encantada também com as fotos que ele posta, uma mais linda que a outra! Comecei a acompanhar ele no O Chef e a Chata, programa de culinária que ele tem com a Lu Ferreira no YouTube (vale muito a pena ver!). Finalmente, conheci seu blog, o Moldando Afeto, e pude ler seus textos. E, hoje, tô aqui pra falar do momento em que ele mistura isso tudo em um lugar só: o livro Cartas Amarelas.



Cartas Amarelas fala sobre os meses em que o Gui estudou confeitaria em Paris. É composto de 48 cartas que ele escreveu nesse tempo e 56 receitas acompanhadas de ilustrações e fotos da cidade. Um detalhe fofo é que elas são divididas por categorias como: pra quem mora sozinho, pra se fazer e comer a dois, pra receber amigos em casa, piquenique... Até agora, só cozinhei uma coisa que aprendi ali, o penne al limone, e tá aprovado hehe. Quero muito tentar outras receitas logo!

Queria só ressaltar, além das ilustrações e fotografias lindas, o trabalho feito na capa do livro. Essa capa é a fotografia de uma mesa montada pelo Gui. Os biscoitos com Torre Eiffel e o nome foram feitos por ele, assim como a disposição de todos os elementos.










O livro foi lançado através do Catarse, plataforma de crowdfunding. Na época, infelizmente, não pude apoiar o projeto, mas ainda bem que o Gui é de BH e pude ir ao lançamento, com até direito a dedicatória♥︎Nesse dia, tive a oportunidade de ver os originais dessas ilustrações pendurados na parede. São folhas grandes e bem trabalhadas, dá gosto de ver!

Quer comprar o Cartas Amarelas? Clica aqui!

Siga o Gui Poulain

comentário(s) pelo facebook:

Nenhum comentário